BRASILIENSE CONCORRE A TÍTULO DE MELHOR CUTELEIRO DA AMÉRICA LATINA.


http://lucianabarbo.com.br/brasiliense-concorre-titulo-de-melhor-cuteleiro-da-america-latina/

A arte de criar armas a partir de barras de aço virou paixão em 2009 para o brasiliense Cléber Melo, de 42 anos. Tanto que alguns anos depois de fazer o primeiro curso na Universidade de Brasília, ele largou a profissão de gestor de tecnologia para se dedicar à criação de facas e ensinar cutelaria a outros amantes dessa atividade que vem ganhando corpo no país. “Algumas pessoas me chamavam de louco, mas não me arrependo. Vivia estressado, mas, hoje em dia, só ligo o computador se tiver uma necessidade muito grande”, conta o forjador, que mantém uma oficina em Taguatinga.

Mal sabia Cléber, quando se inscreveu no reality show Desafio Sob Fogo, que as peças de computadores fariam parte do primeiro desafio do programa, cuja estreia está marcada para esta quinta-feira (13/8), às 23h, no canal History. Cléber e seus oponentes abrirão a terceira temporada da atração televisiva, criando uma faca de astronauta.

Sem dar spoilers, Cléber Melo diz que ficou bem nervoso ao saber que havia sido escolhido para competir no reality show. Também conta que a sua participação no programa lhe trouxe a oportunidade de conviver com pessoas de outras nacionalidades e culturas, que se uniram pelo amor à cutelaria. “O melhor foram as amizades construídas”, afirma ele, já desmistificando a rivalidade que esse tipo de atração televisiva costuma insinuar nas edições dos episódios. “Temos até um grupo de WhatsApp para mantermos contato”, revela. Enquanto aguarda o desenrolar da trama, o brasiliense segue bolando as facas que fazem a cabeça de chefs de cozinha e apaixonados por churrasco. Somente em 2019, ele produziu 96 peças de forma totalmente artesanal e personalizada. Um de seus clientes é cozinheiro Tonico Lichtsztejn, um dos maiores especialistas em churrasco da capital federal. Por conta da pandemia da Covid-19, as aulas de Cléber para quem desejar forjar sua própria faca estão suspensas.

Mas a atividade no ateliê não pára. Um dos projetos aos quais vem se dedicando e desafiando seus conhecimentos é a linha de facas para professor de gastronomia Sebastian Parasole. O conjunto tem cinco modelos inovadores e um deles terá caráter social, com renda revertida para a Iniciativa Bandoneón. A ação do gastrônomo argentino leva técnicas de cozinha e novas formas de olhar os ingredientes à merendeiras da rede pública de ensino, de forma gratuita.

Ler também: Projeto facas, Homo Erectus/Iniciativa Bandoneón. www.sebastianparasole.br/blog

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square